facebook.com/monica.sampaio1 (perfil 1)

sábado, 27 de dezembro de 2008

A Vida e a Morte



Existe um caminho.
Sempre existe.
Não existe falta de solução.
Existe um caminho.
Sempre existe.
Por melhor – ou pior – que seja.

Existem dois caminhos.
Um bom e um mau;
Um benigno e um maligno;
Uma bênção
E uma maldição
A vida
E a morte.

Existem dois caminhos claros
Heterogêneos
Autônomos
Conseqüentes.
A escolha por qualquer um acarreta conseqüências.
Boas ou ruins
Sempre acarreta.

Evidentes, estes dois caminhos são opção lúcida
Ninguém pode dizer que não o escolheu
Ninguém pode dizer que não foi avisado
Ninguém pode ficar sem fazer a opção.
Não existe muro
Não existe armário.
É sim ou não.

É Vida.
Ou é Morte.


Escolha a Vida.
Escolha a Bênção
Escolha o Sim
Escolha o Bom
Escolha o Bem
Escolha Deus
Pois Este, nem a Si impõe.
Ele propõe:
Vida
Ou Morte
Bênção
Ou Maldição
Escolha O Caminho: JESUS CRISTO: A Verdade e A Vida


MÔNICA SAMPAIO


EMAIL E MSN: MONICA_SAMPAIO_MELO@HOTMAIL.COM

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

TE AMEI; AGORA TE ODEIO!!




Uma bela noite de verão, peguei minha vara e fui para a praia pescar.
A lua estava linda, majestosa, iluminando os contornos românticos das algumas poucas nuvens no céu.

Noite ideal para um romance. E pensava nisso, quando, de repente, vi você.
Lindo (ou linda)! Cabelos ao vento, assim como a blusa que usava: parecia um ser etéreo!
Você corria, com o cachorro, na beira d’água, sorrindo, parecendo sair de um conto de fadas! Tinha até trilha sonora na minha cabeça!

Então, você me viu, percebeu o meu olhar encantado, na sua direção, e ... ai! Sorriu pra mim! Você sorriu pra mim!!
Meu coração bateu forte! Socorro! Vai pular da boca!!
Ufa! Ainda bem que não pulou não; deu pra controlar minha emoção.
Hum ... nem sei como, mas deu para controlar essa imensa e prazeirosa emoção de te conhecer; de encontrar ... o AMOR da minha vida.

Bem, daí pra frente, as coisas aconteceram como acontece com a maioria dos casais: ela e ele namoraram; compraram enxoval; fizeram chá-de-panela; colocaram lista de presentes nas lojas, e ...
Ôpa! Chegou o grande dia: C-a-s-a-r-a-m---s-e! Ah! Como ela está linda de noiva! E ele, como está charmoso e elegante! Definitivamente um conto de fadas!


SINTOMAS DA INTIMIDADE


Começa uma nova novela, cujos personagens parecem ser outros, bem diferentes dos protagonistas iniciais!
Passados uns meses – as vezes um ou dois anos –, começam a mostrar os “sintomas da intimidade”. Ô, coisa! Aquele lindo casal – no início do namoro todo mundo é lindo e fofo! - aquele lindo casal “esvoaçante” daquela praia, virou “D. Encrenca” e “Aquele um”. Credo!! Não suportam nem mais sequer dar bom dia um para o outro!

Que química estranha é essa?!! É como aquele ditado em que o feitiço virou contra o feiticeiro; mas no caso, o amor virou contra o amado e transformou-se em ódio!

É muito triste ver um casal “rasgado” ao meio.
Já pensou um casal que engravida com amor e faz o parto com ódio? Ou até, o que pode ser pior, com indiferença? É, o pior mesmo é que isso acontece sim.

E os filhos? Como se sentem? O (s) primeiro (s) recebeu (m) todo o carinho, como resultado da expectativa positiva de ambos os cônjuges. O último filho – cujo nome foi escolhido na última hora pela vizinha prestativa – receberá o quê do papai e da mamãe?

Há uma inconseqüente vontade de “ficar junto”! Uma falta de visão que desmantela famílias! Que estraçalha a cabecinha das crianças.
As luas-de-mel se dissolvem em seu açúcar inconsistente!


PEDRA DE TROPEÇO

Eu creio que há no universo uma alma designada à outra alma. Sim, eu creio nisso. E acredito também que deve ter um monte de pessoas que são usadas como “pedra de tropeço”. Sabe, aquelas que não são, mas que nos enganam como se fossem? Como se fossem a nossa outra metade; a pessoa que é o nosso número. Acho que são colocadas de propósito em nosso caminho, para nos impedir de chegarmos ao nosso alvo: a felicidade conjugal e a felicidade familiar.

Existe uma fórmula, alguma coisa, um sinal de identificação? Não.

Mas Deus confirma no coração de ambos (estou falando do Deus da Bíblia, ok?) Eu não encontrei a minha ainda... mas aprendi (com Ele) que vai acontecer assim, desta forma.

Você também não encontrou ainda a sua cara metade? Peça a Deus. E tenha paciência. Muita paciência. E tempere com observação e sabedoria. Para não errar o alvo.

Não seja mais um a ter mais uma família desmantelada.
Família bem estruturada é um excelente fortalecimento e refresco d’alma.

“Monte” a sua família com amor, e não com paixão. Ou tesão.
Família é coisa séria. Leve a sério a sua.


Com amor em Cristo,

Mônica Sampaio

msn/email: mônica_sampaio_melo@hotmail.com

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

ORA, SARAMAGO, POR QUE NÃO TE CALAS!



Saramago perdeu a oportunidade de ficar calado.

Mas já que não ficou, quem fala o que quer ouve – e lê – o que não quer.
Que pretensão a minha, achar que o prêmio Nobel de Literatura iria ler o artigo de uma blogueira, hein? (Você está pensando isso? Está, né? Eu sei ... hahaha!) Se fosse por mim mesma – pelos meus belos olhos azuis que não tenho, ou pelo meu nome desconhecido mundialmente – talvez não fosse rolar mesmo.
Mas não é em mim que me garanto; é no Deus que acredito, e em nome dEle, vim explicar ao grande escritor, umas coisas que ele não sabe. Ele pode até me dizer: “Ma .. vá, Mônica! Jo no quiero te ecutar!” (Finge que eu falei em espanhol... Ele está morando na Espanha). Vou falar, se ele vai ouvir ...

José Saramago, de 86 anos é o único prêmio Nobel da Literatura em Língua Portuguesa. Ele esteve presente nas comemorações dos 50 anos do caderno Ilustrada, da Folha, em São Paulo.

Ao ser questionado se a doença que teve mudou a sua percepção de Deus, o escritor perguntou "por que mudaria?", alegando que foram os médicos e a sua mulher que o salvaram. Leia o trecho transcrito, a seguir.

- Por que precisamos de Deus? Nós o vimos? A Bíblia demorou 2000 anos para ser escrita e foi redigida por homens. A Bíblia é um desastre, cheia de maus conselhos, como incestos, matança.
Está registrado no You tube: http://www1.folha.uol.com.br/folha/videocasts/ult10038u472986.shtml

Isto é fruto típico de uma mente que acredita estar acima do bem e do mal.
Eu creio que quando uma pessoa começa a ser “incensada” pela sociedade, começa a desprezá-la. Sinto nele esse tom de desprezo, por tudo o que não foi feito pela sua mão. Mas aí já é opinião pessoal minha. Vou me ater apenas na resposta de Deus para ele (é; sou porta-voz de Deus sim; você também pode ser, se quiser).

As Sagradas Escrituras são claras: A Bíblia não é para ser compreendida com a mente humana, baseando-se nos conhecimentos humanos, utilizando os recursos intelectuais. Ela foi escrita pelo homem sim, mas inspirada pelo Espírito Santo. Na primeira Carta do Apóstolo Paulo a Timóteo, capítulo 3, versos 16 e 17 (Novo Testamento)há esta explicação.

“Toda Escritura divinamente inspirada é proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça, para que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente instruído para toda boa obra.”

Recado direto de Deus a Saramago:

“Porque vede, irmãos, a vossa vocação, que não são muitos os sábios segundo a carne, nem muitos os poderosos, nem muitos os nobres que são chamados. Mas Deus escolheu as coisas loucas deste mundo para confundir as sábias; e Deus escolheu as coisas fracas deste mundo para confundir as fortes. E Deus escolheu as coisas vis deste mundo, e as desprezíveis, e as que não são para aniquilar as que são; para que nenhuma carne se glorie perante ele. Mas vós sois dele, em Jesus Cristo, o qual para nós foi feito por Deus sabedoria, e justiça, e santificação, e redenção; para que, como está escrito: Aquele que se gloria, glorie-se no Senhor.” - (1ª. Carta do Apóstolo Paulo aos Coríntios, cap. 1º., versículos 26 a 29 e 31. – Novo Testamento)

Porque, o que passa disso se chama VANGLÓRIA. Ou, glória inútil.


Mônica Sampaio

ESCRITORA, RADIALISTA e COMPOSITORA
email e msn:
monica_sampaio_melo@hotmail.com

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

SBT E RECORD SE UNEM E FORMAM UMA SÓ REDE


Isso é novidade pelo menos para mim.
No oeste de Santa Catarina, as duas retransmissoras se uniram formando uma só grade, com tendência maior à programação da Record.
Saindo do eixo Rio-São Paulo tudo se transforma: tudo se cria, alguma coisa se copia, e muita coisa se joga fora.
Vivemos numa abundância cultural multiforme que fica até difícil caracterizar o que é Brasil.
Brasil é chapéu e bombachas? Brasil é bumba-meu-boi, maracatu? É Axé? É samba, funk, carnaval? Brasil é tutu com couve à mineira? É arroz de carreteiro? É chimarrão? O que é o Brasil? Como agradar o Brasil? Como satisfazer as necessidades regionais dos brasileiros?
Nos idos anos 80, a Rede Transamérica de Radiodifusão experimentou unificar a sua programação, com a base paulista. Não colou.
Aqui, no Rio de Janeiro, o papel se chama A4, em Sampa é sulfite. E essa pequena diferença, juntando com outras pequenas diferenças, soma aí, quanto dá? Grandes diferenças! Incluindo as gramaticais.
A regionalidade é um princípio básico da sobrevivência cultural. E é preciso mesmo fazer esses “arranjos” de colaboração bilateral, ou até, polilateral, e adaptar-se às necessidades culturais locais, para a sobrevivência de ambos: cultura do público e emissora(s). É o mesmo princípio da preservação da cultura indígena.
Ao saber desta unificação, fiquei conjecturando, com o meu amigo lá de Santa Catarina – o mesmo que me passou esta informação, via MSN – como teria ficado a programação SBT-Record. Transcrevi, a seguir, uma parte da nossa conversa, sendo que resolvi criar ‘um pouco” em cima. Amigão, olha só como ficou!

Amigão: - O SBT e a repetidora daqui se uniu com a Record e virou uma rede só.
EU: - Caraca! Deve ter virado uma salada muito doida!
Amigão: - Na verdade, tem mais a cara da Record.
EU: - Já pensou? A programação deve ser assim: Ana Hickman e Betty, a feia, dividem o estúdio abrindo a programação, na manhã recorsbetê. Em seguida, Arnaldo Saccomani e Wagner Montes, escracham os candidatos do Idolastros, o que provoca indignação no bispo Macedo, que entra no estúdio aonde Silvio Santos grava o seu programa, e na melhor voz “Lombardi” diz: O que é isso, Silvio? E Silvio Santos responde, perguntando para ele: Você quer dinheiro? E começa seu programa, que se chama agora: Fala, Silvio, que eu te escuto. E o Silvio fala, e fala, e fala, e fala... Depois, vem o Jornal do SBT, agora apresentado pelo bispo Renato Maduro (ex-apresentador do Fala que eu te escuto) – na eterna mania “mutante” de Silvio Santos de mudar sempre – e sem aviso - a programação (sacou o trocadilho? Novela Os Mutantes = mania mutante ...aquelas coisas). E o que aconteceu com o Gugu? O Gugu foi fazer uma nova “paginação” (uma plástica mesmo) com a equipe da referida novela “Os Mutantes” e virou “Maria Cândida”; ele a-m-o-u seu novo visual! Tom Cavalcante voltou ao seu programa de origem, com seus colegas, Priscila e Yude - a escolinha do Professor Chapolin -, agora reprimidos, digo, dirigidos pela Super Nani. E finalmente, descobriram que o que saiu da menininha “Maísa” no Programa SS não foi um “pum” (isso passou no CQC mês passado ou retrasado!); foi a saída de uma entidade maligna que estava tentando possuí-la!
Já pensou? Isso é que é TV aberta: Atração para todos os públicos!

Um abração!

Mônica Sampaio

msn e email: monica_sampaio_melo@hotmail.com