facebook.com/monica.sampaio1 (perfil 1)

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

Sr. MEDO x D.CONSCIÊNCIA




Substitua esta foto que o pastor das ovelhas carrega nas mãos, pela foto do diabo. Sim, a dele mesmo, do diabo. Seja lá a aparência que você acha que ele tem.



Pois é assim que algumas pessoas estão sendo pastoreadas. Pelo medo do diabo.
Pelo mesmo motivo com que o clero sempre se colocou na dominância entre alguns povos: O Sr. Medo.

Antes, era o medo da pesada mão de Deus. Pelo medo do castigo de Deus, as pessoas pagavam penitências – geralmente em forma de repetidas rezas e algumas punições físicas.
Uma corrente atual de religiosos adota o medo do diabo. Ou será Diabo?

Existe uma passagem bíblica que trata da questão da submissão à autoridade. Está na Carta de Paulo aos Romanos, capítulo 13, versículo 5, a qual define a motivação adequada para uma pessoa, consciente dos seus direitos e deveres como cidadão (e como seguidor do cristianismo), obedecer às regras da boa convivência social. Diz assim: “Portanto, é necessário que lhe estejais sujeitos, não somente pelo castigo, mas também pela consciência.”

LIBERDADE - CONSCIÊNCIA – TOMADA DE DECISÃO

Para alguns, é mais fácil obedecer pelo medo do castigo, do que pela mudança consciente de comportamentos indesejáveis. Existem pessoas que só sabem viver debaixo do chicote. Elas não sabem viver debaixo da Graça de Deus, e preferem se afligir, do que mudar seus estranhos e pervertidos comportamentos.
No geral, algumas dessas são boas pessoas até, que se acostumaram ao “espartilho” moral, e não conseguem viver na liberdade – com a qual Cristo libertou a humanidade.

E que LIBERDADE é essa?
É a liberdade de decidir o que quer, de assumir conseqüências; é a liberdade da TOMADA DE DECISÃO.


A realidade com que representei internamente essa foto me impressionou muito. Comecei a visualizar, no lugar desses dóceis animaizinhos, pessoas.
Atrás delas, indo uma outra pessoa – igualzinha a elas -, e na mão dessa outra pessoa, apenas uma IMAGEM. Perceba que imagem não é realidade; é apenas uma representação sua.
E essas pessoinhas (andando de quatro), fundamentadas em uma IMAGEM usada por essa outra pessoinha (andando em pé), deixam-se guiar; permitem que se tome decisão por elas; recebem ordens e “sugestões” para suas vidas, baseadas na autoridade de uma IMAGEM.
Aliás, essa outra pessoinha coloca-se de pé, por detrás destas outras, respaldando-se na IMAGEM. De alguma forma, no conceito dela.


IMAGEM NÃO É REALIDADE; É APENAS UMA REPRESENTAÇÃO DA REALIDADE.

Uma representação não tem capacidade, por si mesma, de ser fidedigna ao que representa.
A construção da nossa vida não deve ser fundamentada em uma representação. Representação é aquilo que para alguns é, e para outros, não é. Se existe discordância, se uma coisa permite outros pontos de vista, é porque permite a ESCOLHA. E se permite escolha, permite LIBERDADE DE ESCOLHA. E se permite liberdade de escolha, cabe TOMADA DE DECISÃO.


OVELHA NÃO É VACA.



Nada contra as vaquinhas, mas ovelha não fica balançando a cabecinha afirmativamente para qualquer um e para tudo o que ouve.
Ovelha cristã tem um único Pastor e Bispo – que é Jesus Cristo. (1ª. Pedro 2:25)
Ovelha conhece a voz do seu Pastor. (João 10.4)
Em João 10.5 está escrito:

“E, quando tira para fora as suas ovelhas, vai adiante delas, e as ovelhas o seguem, porque conhecem a sua voz. Mas, de modo nenhum, seguirão o estranho; antes, fugirão dele, porque não conhecem a voz dos estranhos.”

“Jesus disse-lhes esta parábola, mas eles não entenderam o que era que lhes dizia. “ (João 10:6)

Será que entendem agora?